A- A A+

ESTADÍSTICAS DE MIGRACIÓN LABORAL: MAPEO Y ANÁLISIS EN 5 PAÍSES DE AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE

Entre 2000 a 2010, houve um aumento significativo no Brasil da população de imigrantes chineses e sul-americanos, especialmente bolivianos, colombianos, peruanos e paraguaios. Os dados são de uma publicação da OIT que mapeia e analisa as estatísticas sobre migração laboral de cinco países da América Latina e do Caribe. 

Apesar de existir um predomínio de homens entre os imigrantes que trabalham em todos os países estudados, a pesquisa indica que as mulheres imigrantes são mais propensas a participar do mercado de trabalho do que as mulheres nativas. O Brasil é a exceção: o índice de masculinidade entre os imigrantes trabalhadores é mais alto (200 homens para cada 100 mulheres) do que entre a população brasileira (129 homens para cada 100 mulheres).

O estudo destaca que as mulheres imigrantes sofrem uma desvantagem dupla para se inserir no mercado de trabalho, por causa da discriminação de gênero e contra a condição de imigrante. Elas estão mais expostas ao setor informal, aos baixos salários e a piores condições de trabalho. No mundo todo, a tendência é de que as mulheres imigrantes tenham empregos não regulamentados, como o trabalho doméstico e o trabalho sexual.

A publicação recomenda algumas ações para melhorar a coleta de estatísticas de migração laboral, como a padronização de perguntas sobre idade e sexo dos trabalhadores.

Leia a pesquisa completa.

NOTÍCIAS

México, los migrantes en Centroamérica sufren traumas de guerra

COMPARTILHE

Una cifra da cuenta del altísimo nivel de violencia que sufren los migrantes: sobre cerca de 500 personas entrevistadas por la ONG, 68% afirman haber sido víctimas de violencia en su trayecto de México a Estados Unidos, y casi un tercio de las mujeres aseguran haber sufrido abusos sexuales.

Leia mais...

Expertos de ONU piden a Europa no frenar rescate de migrantes

COMPARTILHE

Expertos de Naciones Unidas en derechos humanos instaron hoy a la Unión Europea (UE) a no adoptar medidas que conduzcan a más muertes de migrantes en el mar Mediterráneo, como el código de conducta impuesto a las organizaciones de rescate.

Leia mais...
REDES SOCIAIS

Conheça nossos canais dentro das redes sociais, participe, interaja, queremos ouvir você.

facebook  twitter

Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook