A- A A+

Autoridades bolivianas investigam saída ilegal de 65 menores para o Brasil

Sessenta e cinco menores deixaram a Bolívia rumo ao Brasil de maneira irregular este ano, em um esquema que está sendo investigado após a prisão de um juiz que emitia autorizações de viagem, informou nesta quarta-feira o defensor regional do Povo, Hernán Cabrera.

"Não sabemos onde estão as crianças, não temos maiores informações e estamos à espera dos requerimentos fiscais. São 65 menores e todos são casos de saídas ilegais", afirmou Cabrera à AFP, defensor do Povo do departamento de Santa Cruz (leste), na fronteira com o Brasil.

O juiz Gabriel Pereira, do povoado boliviano de Puerto Suárez, que faz fronteira com o Mato Grosso, está detido, pois "emitia ordens irregulares de saída dos menores de idade e foi constatado que (Pereira) está totalmente envolvido", disse Cabrera.

"O juiz está detido em Palmasola", uma prisão de Santa Cruz, 900 km a leste de La Paz, afirmou o defensor.

A lei boliviana estabelece que os menores de 17 anos podem deixar o país com a autorização dos pais ou tutores, ou com a garantia de duas pessoas consideradas responsáveis pela justiça.

Nos 65 casos registrados entre fevereiro e junho deste ano não há autorização de pais ou as assinaturas podem ter sido falsificadas, de acordo com as primeiras considerações da procuradora de Santa Cruz, Margoth Vargas, que indicou que os menores têm entre 2 e 17 anos de idade.

"Foi dito que estavam sendo levados para se juntarem aos seus pais no Brasil. Mas não sabemos, pode ser que tenham sido levados para outros fins", afirmou Vargas ao jornal El Deber de Santa Cruz.

Cerca de 500.000 bolivianos vivem no Brasil, dos quais de 50.000 a 100.000 estão "em situação de escravidão", principalmente em confecções, segundo afirmou em março passado o embaixador da Bolívia no Brasil, Jerjes Justiniano.

Ambos os países compartilham 3.133 km de fronteira comum.

Fonte: Terra - 24.07.2013

COMPARTILHE
NOTÍCIAS

Australia vetará la entrada de por vida a quien llegue por barco al país

COMPARTILHE

 La medida ha sido criticada por organizaciones de Derechos Humanos que consideran que incumple la Convención sobre Refugiados.También prohibirá la entrada a quienes hayan logrado el reconocimiento del estatus de refugiado.

Leia mais...

Hard to Stay, Harder to Return

COMPARTILHE

After working in Thailand legally for four years, many Myanmar migrant workers are facing an uncertain future in the coming weeks as their visas expire. Tired of the lack of security, they want the Myanmar government to improve the current labour agreement with Thailand.

Leia mais...
BIBLIOTECA

biblioteca

O CSEM possui uma biblioteca especializada em migrações abrangendo em seu acervo aproximadamente 3 mil livros, periódicos e revistas científicas de vários países. 

Para consultar nossa biblioteca online visite o site da biblioteca e pesquise em nosso acervo.Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h


Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook