A- A A+

Nova onda de imigrantes aumenta tensões entre Itália e UE

Uma nova onda de imigrantes provenientes da África, com a chegada neste domingo de 25 barcos repletos de imigrantes ilegais, aumentou as tensões entre Itália e União Europeia.

Uma impressionante operação militar, que envolve navios da marinha italiana, maltesa e americana, está em andamento para vigiar a navegação de um grande número de barcos que se dirigem à costa de Itália e de Malta.

Devido às condições climáticas favoráveis, com a chegada do verão milhares de imigrantes, a maioria deles provenientes de Síria e Eritreia - países que vivem graves conflitos internos - tentam entrar ilegalmente pelos portos sicilianos, já lotados devido à presença de um número elevado de imigrantes.

Segundo as autoridades italianas, mais de 50.000 imigrantes desembarcaram na Itália desde o início do ano, o mesmo número que no ano passado, razão pela qual teme-se um novo êxodo.

Segundo a marinha italiana, uma das embarcações transporta três cadáveres de pessoas que morreram durante a travessia.

O prefeito do pequeno povoado siciliano de Pozzallo, Luigi Ammatuna, classificou de "incontrolável" a situação depois de receber em apenas 24 horas 500 imigrantes ilegais.

Para Gil Arias Fernández, diretor-adjunto da Frontex, agência europeia encarregada da vigilância das fronteiras externas da União Europeia, será muito difícil frear a onda de imigrantes que fogem de situações de violência e insegurança.

Segundo números do ministro do Interior italiano, Angelino Alfano, entre 400.000 e 600.000 imigrantes estão prontos para partir da Líbia.

A insensibilidade da Europa

O primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, denunciou a total ausência da Europa frente ao fenômeno, enquanto a prefeita de Palermo, na Sicília, Leoluca Orlando, acusou as autoridades da União Europeia de insensibilidade diante do drama de milhares de imigrantes e refugiados que buscam fugir da guerra e da fome.

O prefeito de Catânia, Enzo Bianco, pediu ao governo de esquerda de Matteo Renzi que decrete estado de emergência.

Para o prefeito de Porto Empedocle, Lillo Firetto, o número de imigrantes ilegais é muito alto para regiões tão pequenas, que vivem de poucos recursos e contam com infraestruturas fracas para alojá-los.

Um porta-voz da comissária europeia para os Assuntos Internos, Cecilia Malmstrom, garantiu neste domingo o pleno apoio da entidade.

"Estamos prontos para discutir novas medidas de apoio", afirmou o porta-voz, reconhecendo que os países que sofrem menos pressão podem contribuir para encarar o fenômeno, que se agravou com as tensões em vários países da África e do Oriente Médio.

Em maio, o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, havia acusado a União Europeia de deixá-los sozinhos e apoiou a ideia do ministro Alfano, que, por sua vez, havia ameaçado permitir a saída por suas fronteiras dos imigrantes que chegam à Itália sonhando em viajar à França, Alemanha ou a outros países do Norte.

Fonte: Diario de Pernambuco - 09.06.2014

COMPARTILHE
NOTÍCIAS

Com inauguração plena, centro para imigrantes de São Paulo ganha nova força e novos desafios

COMPARTILHE

 Em funcionamento desde o final de agosto, o centro de acolhida a imigrantes da Prefeitura de São Paulo ganha novas funções e desafios a partir desta terça-feira (11), com a inauguração plena dos serviços orientação (jurídica, psicológica e social) e cursos e oficinas que constituem o Centro de Referência e Acolhida a Imigrantes (CRAI).

Leia mais...

América Latina pide libre circulación en Pacto sobre Migración

COMPARTILHE

 La libre circulación de personas debe estar incluida en el Pacto Mundial sobre Migración que se negociará dentro de la ONU en 2018, planteó América Latina y el Caribe, en la primera reunión de una región del mundo para fijar posición sobre el contenido del futuro acuerdo.

Leia mais...
BIBLIOTECA

biblioteca

O CSEM possui uma biblioteca especializada em migrações abrangendo em seu acervo aproximadamente 3 mil livros, periódicos e revistas científicas de vários países. 

Para consultar nossa biblioteca online visite o site da biblioteca e pesquise em nosso acervo.Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h


Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook