A- A A+

Centro para imigrantes começa a funcionar em São Paulo; abrigo provisório é fechado

Por: Rodrigo Borges Delfim

Começou a funcionar na última sexta-feira (29), em São Paulo, o Centro de Referência e Acolhida para Imigrantes (CRAI). O local é um prédio de três andares na Rua Japurá, 232, próximo à Câmara Municipal, e substitui o abrigo provisório aberto da rua do Glicério – aberto às pressas em maio passado, no auge da vinda de imigrantes do Acre para a capital paulista.

Com 110 vagas noturnas, o objetivo do local é oferecer a estrutura de uma “casa de passagem” e auxiliar os imigrantes na adaptação à vida em São Paulo e dar condições para a autonomia. Para tal, estão previstos serviços como suporte jurídico, apoio para documentação e aulas de português. A previsão é que todos eles estejam disponíveis na unidade até o fim de setembro.

“É fundamental que, ao chegar aqui, o imigrante tenha um local onde ele possa ser informado dos seus direitos e receba o apoio necessário para se inserir na sociedade e adquirir sua autonomia”, disse o secretário Rogério Sottili (Direitos Humanos e Cidadania).

O funcionamento do CRAI e demais iniciativas relacionadas ao novo centro serão acompanhadas pelo MigraMundo em futuras matérias. Uma reunião promovida pela Coordenação de Políticas para Imigrantes, no último dia 23 de julho, deu explicações sobre como deve funcionar o espaço. Saiba aqui como foi o encontro.

Abrigo provisório desativado

Com a abertura do CRAI, foi desativado o abrigo provisório da rua do Glicério. Uma equipe da prefeitura realizou uma triagem e encaminhou os 110 imigrantes mais vulneráveis para CRAI. Os demais, pelo menos 100 pessoas, foram encaminhados para outros abrigos públicos da cidade, em especial para o centro de acolhida Arsenal da Esperança.

Há migrantes que, no entanto, resistem a ir aos abrigos disponibilizados pela Prefeitura, preferindo dormir até na rua a irem para outro local. A questão já havia sido mencionada na reunião de julho, quando foi exposto o funcionamento do CRAI. Uma das sugestões dadas durante o encontro é que se tentasse levar todos os migrantes para um mesmo lugar.

Com capacidade para 150 pessoas, o abrigo provisório chegou a contar com até 300 pessoas em julho, momento de maior lotação do local.  O local funcionava em um sistema de autogestão, no qual os próprios imigrantes ajudavam a equipe reduzida da Prefeitura na manutenção do abrigo.

“Já tinha algumas pessoas trabalhando, que poderiam deixar o abrigo. Fizemos essa triagem priorizando os mais vulneráveis. O espaço era autogestionado e a equipe da prefeitura lá era pequena, por isso não era possível fazer esse acompanhamento de forma mais refinada”, afirma o coordenador de Políticas para Migrantes da Secretaria de Direitos Humanos da Prefeitura, Paulo Illes, em entrevista à Rede Brasil Atual.

Nos quatro meses em que funcionou, estima-se que pelo menos 2.300 pessoas passaram pelo abrigo provisório, na maioria haitianos, ganeses, senegalenses e congoleses.

Com informações da Prefeitura de São Paulo e da Rede Brasil Atual

Fonte: MigraMundo - 31.08.2014

COMPARTILHE
NOTÍCIAS

Urgen armonizar en el país las leyes contra trata de personas

COMPARTILHE

 Respecto a este delito, la explotación sexual es lo más comercializado, seguido por el trabajo forzados y después el tráfico de órganos.

Leia mais...

US president ends deportation of young illegal immigrants

COMPARTILHE

 With the US presidential campaign in full swing, incumbent Barack Obama has ended the deportation of immigrants who entered the US illegally as children. Republicans have attacked the move as politically motivated.

US President Barack Obama on Friday ordered a halt to deportations for immigrants who entered the country illegally as young children, paving the way for some 800,000 migrants to legalize their residency in the US.

Leia mais...
BIBLIOTECA

biblioteca

O CSEM possui uma biblioteca especializada em migrações abrangendo em seu acervo aproximadamente 3 mil livros, periódicos e revistas científicas de vários países. 

Para consultar nossa biblioteca online visite o site da biblioteca e pesquise em nosso acervo.Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h


Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook