A- A A+

Xenofobia prejudica economia do Leste alemão, afirma governo

Recuperação econômica depende de a sociedade se mostrar receptiva a estrangeiros e se posicionar de forma clara e decidida contra o extremismo, diz encarregada do governo para a região.

A crescente xenofobia no leste da Alemanha coloca em sério risco a recuperação econômica e a paz social na região, afirmou nesta quarta-feira (21/09) o governo federal, durante a apresentação do relatório anual sobre a unidade do país. O documento analisa as discrepâncias entre Leste e Oeste alemães.

Iris Gleicke, encarregada de Leste alemão do governo, disse ser frequentemente questionada sobre xenofobia no exterior, também por investidores estrangeiros. Ela disse que uma região que transmite a impressão de intolerância em relação a estrangeiros necessariamente sofrerá com desvantagens competitivas. Em alguns setores, como o turismo na Saxônia, é possível constatar um claro recuo, exemplificou.

Gleicke ressalvou que obviamente a ampla maioria dos moradores do Leste alemão não é xenófoba ou extremista. "Mas eu gostaria de ver essa maioria se posicionar de uma maneira mais decidida e clara", comentou, acrescentando que isso vale também para empresas da região e o setor gastronômico e hoteleiro.

A encarregada disse que a recuperação econômica do Leste alemão avança de forma contida nos últimos anos. "E essa é uma formulação bem amigável", acrescentou. Em 2015, a força econômica per capita do Leste era 27,5% inferior à do oeste. "O pior é que nada indica que essa lacuna possa ser preenchida no médio e longo prazo", disse Gleicke.

No relatório, o governo alerta que ataques a refugiados e centros de acolhimento, bem como os distúrbios violentos ocorridos em Heidenau e Freital, na Saxônia, por exemplo, viraram "símbolos de uma xenofobia que se solidifica". "Nos protestos contra o acolhimento de refugiados ficou claro que as fronteiras entre a manifestação cidadã e a agitação extremista de direita se tornam cada vez mais difusas", afirma o relatório.

Para Gleicke, a integração dos refugiados oferece uma chance para a economia do Leste alemão, fortemente afetada pela emigração de jovens e pela carência de mão de obra. Ela disse que a região deve se tornar um novo lar para refugiados com perspectiva de ficar na Alemanha.

Fonte: http://www.dw.com/pt/xenofobia-prejudica-economia-do-leste-alem%C3%A3o-afirma-governo/a-19565992 21.09.2016

COMPARTILHE
NOTÍCIAS

Delhi port of call for trafficked women and children: UN report

COMPARTILHE

Delhi is a market and also a transit point for trafficked women and children brought from Nepal, Bangladesh, northeast India, West Bengal, Bihar, Madhya Pradesh and Rajasthan, claims a new study by a United Nations agency. In its countrywide assessment report published on Friday, the United Nations Office on Drugs and Crime (UNODC)
Leia mais...

Migrants are a critical factor in Asia-Pacific countries’ development: UN report

COMPARTILHE

 Migrants from countries across Asia and the Pacific play a key role as development actors, helping drive GDP growth in their countries of destination while also supporting families and communities in their countries of origin, but the benefits of migration remain under-acknowledged, according to a new United Nations report.

Leia mais...
BIBLIOTECA

biblioteca

O CSEM possui uma biblioteca especializada em migrações abrangendo em seu acervo aproximadamente 3 mil livros, periódicos e revistas científicas de vários países. 

Para consultar nossa biblioteca online visite o site da biblioteca e pesquise em nosso acervo.Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h


Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook