A- A A+

Santa Sé pede ação coordenada contra tráfico de migrantes e escravidão

Viena (RV) - Somente uma ação coordenada a nível internacional entre as instituições políticas, o mundo econômico, o mundo acadêmico, a sociedade civil e as comunidades de fé se pode contrastar o fenômeno global do tráfico de migrantes, do tráfico de seres humanos e das formas modernas de escravidão.

Foi o que disse, em síntese, esta segunda-feira (04/09) em Viena, na Áustria, o subsecretário do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, Pe. Michael Czerny, S.J., na quinta sessão temática organizada pela Onu em vista do “Global compacto on migration”, o pacto global que as Nações Unidas se propõem a adotar até 2018 para uma gestão segura, ordenada e regular das migrações.

A identificação, a proteção e a assistência às vítimas do tráfico de que os migrantes são hoje objeto encontram-se no centro do trabalhos que se concluem este 5 de setembro.
Efetivamente, “apesar dos grandes resultados obtidos graças a acordos internacionais, aqueles que pedem asilo e os migrantes que arriscam a vida em busca de segurança e de uma nova casa são cada vez mais vulneráveis sobretudo diante das organizações criminosas” que administram esses tráficos, favorecidos pela falta de canais legais e seguros.

Trata-se de uma vulnerabilidade alimentada por um círculo vicioso formado por pobreza, ausência do Estado, desemprego, falta de instrução, discriminação das mulheres e das meninas.
Por isso, a Santa Sé, além de insistir sobre a importância de assegurar “quadros legais adequados e corredores seguros aos migrantes”, pede um empenho maior das sociedades civis “para reconhecer as forças da demanda – como por exemplo pela prostituição ou o trabalho mal assalariado – que atuam nos Estados fazendo do tráfico de seres humanos uma atividade muito lucrativa” que continua em alarmante crescimento, como indicam estatísticas recentes sobre o fenômeno.

“A escravidão não pode ser um aspecto inevitável das atividades econômicas”, ressaltou o representante vaticano. Aliás, o combate e a prevenção a esta aberração deveria ser uma prioridade, acrescentou.

Entre os instrumentos propostos: investigações coordenadas a nível internacional, a partilha de informações, a entrega dos traficantes à justiça, a tutela jurídica dos migrantes, ajudas e assistência psicológica às vítimas do tráfico e, mais em geral, políticas para a proteção da dignidade das pessoas envolvidas. (RL/LZ)

Fonte: br.radiovaticana.va/

COMPARTILHE
NOTÍCIAS

Immigrant women’s advocates decry 'deficiencies' of expanded US law on violence

COMPARTILHE

After the United States Senate voted to expand the coverage of the country’s Violence Against Women Act (VAWA), immigrant women’s advocates expressed concern over the absence of a provision increasing the number of visas given to undocumented immigrants...

Leia mais...

‘Youth Exodus’ Reveals Lack of Opportunities

COMPARTILHE

 The small South Pacific island state of Samoa, located northeast of Fiji, attracts tourists with its beaches, natural beauty and relaxed pace of life, but similar to other small nations with constrained economies, it is experiencing an exodus of young people, who are unable to find jobs.

Leia mais...
BIBLIOTECA

biblioteca

O CSEM possui uma biblioteca especializada em migrações abrangendo em seu acervo aproximadamente 3 mil livros, periódicos e revistas científicas de vários países. 

Para consultar nossa biblioteca online visite o site da biblioteca e pesquise em nosso acervo.Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h


Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook