A- A A+

Peruanos em condições análogas às de escravo são libertados pela polícia em SP

Grupo morava em apartamento onde funciona fábrica de confecção de bolsas e mochilas. Denunciante relatou trabalhar das 3h às 22h no local.

A polícia libertou nesta sexta-feira (27) seis peruanos que eram submetidos a condições de trabalho análogas à escravidão na rua São Caetano, na região da Luz, segundo informou o SP2. Eles viviam em um apartamento onde funciona uma oficina de confecção de bolsas e mochilas.

De acordo com o SP2, o casal dono do apartamento é peruano e também mora no local.
A denúncia chegou à polícia nesta tarde. O denunciante informou que trabalhava das 3h às 22h. No local, também trabalhava e vivia uma mulher grávida, que vive em um dos quartos com o marido. Eles dormiam em beliches.

Um dos imigrante é sobrinho dos proprietários do apartamento e trabalhava sem carteira assinada.
Segundo o delegado que esteve no local, Júlio César dos Santos, as condições encontradas no apartamento são criminosas. "O lugar é sujo, é apertado. É possível afirmar que se trata de algo reprovável, muito assemelhado à situação do escravo", disse.

A polícia ainda vai fazer uma perícia no local. O trabalho escravo é um crime federal com pena prevista de até dois anos de prisão.

Na última terça-feira (24), a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a portaria do governo que dificulta a fiscalização do trabalho escravo. A portaria estabelecia que o trabalho só pode ser considerado escravo quando for constatada "a submissão a trabalho exigido sob ameaça de punição, com uso de coação, realizado de maneira involuntária".

Fonte: g1.globo.com

COMPARTILHE
NOTÍCIAS

La infancia se pierde entre cadáveres en Siria

COMPARTILHE

 Las paredes de la Asociación para los Mártires de Serekaniye están repletas de las fotos de los muertos por la guerra de esta localidad en el norte de Siria. Ali Jalil los conoce bien. Los ha enterrado a todos con la ayuda de Diar, su hijo de 13 años.

Leia mais...

Civilian casualties, humanitarian concerns mounting as Yemen fighting continues - UN

COMPARTILHE

 The violence in Yemen continues to wreak havoc upon the country's civilian population and restrict humanitarian access to those most in need amid a spate of aerial attacks and ground incursions, the United Nations has reported.

Leia mais...
BIBLIOTECA

biblioteca

O CSEM possui uma biblioteca especializada em migrações abrangendo em seu acervo aproximadamente 3 mil livros, periódicos e revistas científicas de vários países. 

Para consultar nossa biblioteca online visite o site da biblioteca e pesquise em nosso acervo.Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h


Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook