A- A A+

Irmãs Scalabrinianas coordenam projeto de acolhimento de refugiadas em Roma

BEM-VINDA, MULHER!

A pedido do Papa Francisco, irmãs brasileiras da Congregação de São Carlos Borromeu coordenam projeto de acolhimento de refugiadas em Roma.

“Cada paróquia, cada comunidade religiosa, cada mosteiro, cada santuário da Europa hospede uma família, começando pela minha diocese de Roma. Dirijo-me aos meus irmãos Bispos da Europa, verdadeiros pastores, para que nas suas dioceses apoiem este meu apelo, recordando que Misericórdia é o segundo nome do Amor: «Tudo o que fizerdes a um só destes meus irmãos mais pequeninos, a Mim mesmo o fizestes» (Mt 25, 40).”

Era o Angelus dominical do dia 6 de setembro de 2015 quando o Papa Francisco fez este apelo à Igreja europeia, que desde então procura meios de concretizar este pedido.

Irmãs brasileiras

De modo especial, o Pontífice escreveu uma carta à Congregação das Irmãs de São Carlos Borromeu, as scalabrinianas, para que elaborassem e coordenassem um projeto de acolhimento a mulheres refugiadas e mulheres migrantes em situação de vulnerabilidade. A iniciativa conta com o apoio do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, a Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, a União Internacional das Superioras Gerais e o Departamento “Migrantes” da Diocese de Roma.

E assim nasceu “Chaire Gynai” (Bem-vinda, mulher), que adaptou uma casa das irmãs scalabrinianas e já abriu as suas portas. As primeiras residentes são três africanas, com a previsão de novas hóspedes nos próximos meses. Podem participar do projeto mulheres às quais já foi reconhecido o status de refugiado e, portanto, vivem uma fase de semiautonomia, como nos explica a coordenadora Ir. Eléia Scariot no vídeo Bem-vinda, mulher!.

Fonte: www.vaticannews.va

COMPARTILHE
NOTÍCIAS

Igreja lembra emigrantes que fogem à crise

COMPARTILHE

Semana Nacional promovida de 12 a 19 de agosto vai lembrar quem partiu por causa da situação económica e do desemprego

A Igreja Católica em Portugal quer que a próxima Semana Nacional de Migrações seja “um sinal de esperança” para os que tiveram de deixar o país “devido à crise económica e ao desemprego”.

Leia mais...

ONU denuncia danos psicológicos causados por política de refúgio da Austrália

COMPARTILHE

 Em 25 anos de carreira, nunca vi uma situação tão ruim quanto em Nauru e na Ilha Manus, da Papua Nova Guiné. É assim que o oficial sênior da ONU, Indrika Ratwatte, descreve as condições de vida de solicitantes de refúgio que buscavam asilo na Austrália, mas foram detidos em países insulares, para triagem fora do território australiano. Precariedade causou problemas psicológicos e doenças mentais.

Leia mais...
BIBLIOTECA

biblioteca

O CSEM possui uma biblioteca especializada em migrações abrangendo em seu acervo aproximadamente 3 mil livros, periódicos e revistas científicas de vários países. 

Para consultar nossa biblioteca online visite o site da biblioteca e pesquise em nosso acervo.Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h


Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook